quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

Viva Parque - Antigo Parque Aquático do Gugu

Viva Parque 

    Viva Parque - BR 116 (Régis Bittencourt) Km 320, SP 57 – Estrada do Jacuba, 2011 - Juquitiba SP – Brasil - Telefone: (11) 4683-2083



Para quem está em São Paulo e busca um lugar legal para ir com a família o Viva Parque (antigo Fantasy Acqua Park) é uma ótima opção, ainda mais com o calor que tem feito em alguns finais de semana.

* Uma dica: No mês de Dezembro teve promoção para clientes da Revistaria Kawabata do Shopping Campo Limpo.  Nas compras acima de R$ 100,00 ganhe na hora um par de ingressos para o Viva Parque. Corram lá!




No parque tem opções para agradar todo tipo de público, de todas as idades. Tem os toboáguas radicais e as piscinas mais rasas para brincar com as crianças. Tem também trilhas, cachoeira e espaços para relaxar.



As crianças adoram a piscina infantil, com mini escorregadores a guarda-chuva com cascata, mas as piscinas não são aquecidas, então é bom programar o dia certo para levar os pequenos.




A grande atração do parque, é a enorme piscina de ondas, presente apenas em grandes parques aquáticos. 


O parque existe desde meados dos anos 90, sendo que agora parce estar melhor administrado. O valor do ingresso na blheteria é de R$ 100,00 (para não sócios), mas o ingresso pode ser adquirido online por valores menores. Crianças de até 5 anos e adultos maiores de 65 anos não pagam. Tenho só mais dois anos para aproveitar. rsrs

O parque funciona aos Sábados, Domingos e feriados, das 09:00 às 17:30.

Existem bóias e armários para serem alugados, sendo necessário deixar R$10,00 de caução mais o valor do aluguel.





Eu fui a algum tempo e agora fui novamente. O parque, que agora se chama Viva Parque, está bem melhor, pois recentemente passou por uma modernização.
Acesse o site e fique por dentro da nova estrutura no www.vivaparque.com.br

Localizado em Meio á Mata Atlântica, no Município de Juquitiba, o Parque Aquático Viva Parque está instalado em uma área de 332 mil m2, dos quais 90 mil são destinados para as práticas de lazer e o restante, formado por mata virgem, designado como área de preservação ambiental, o Parque Aquático é realmente uma opção de lazer para quem está em busca de diversão na região.



Além de toda estrutura do parque aquático, os visitantes podem desfrutar de cachoeiras, pequenos rios afluentes do rio Juquiá, trilhas e nascentes de água mineral própria para consumo.




O parque recebe em torno de 25 mil visitantes ao mês. Além do tradicional parque aquático com piscinas, piscinas com ondas, toboáguas infantil e adulto com free fall, o Viva Parque oferece ainda opções para festas de empresas. Tendo até Cachoeira, com 7 metros de altura. Olha que maravilha!!!







Além da parte aquática, existe espaço para apresentações e eventos (no dia em que fui tinha aula de dança).

Não é permitido entrar no parque com comidas e bebidas, exceto quem tem bebês que tomam mamadeira ou comem papinha. 

Existem áreas de pic-nic e churrasqueira, mas são exclusivos para quem possui o passaporte anual. Esse ano de 2015 e em 2016 eles não comercializarão o passaporte anual, somente o day use.







O Parque tem ainda uma Cidade Cenográfica com uma capela ecumênica e 20 casinhas geminadas. É um espaço bem diferente, que já foi palco de filmes vários comerciais de televisão. Próximo a está área da lanchonete. A parte da lanchonete é pequena, mais voltada para um lanche rápido. Recomendo ir almoçar cedo, pois é bem cheio após às 13:00h até umas 15:00h.

Cidade-cenografica-550x182

Existe também a possibilidade de realizar eventos no parque. Como confraternizações de empresas, encontro de turma, etc...









O parque, como a maioria dos parques de São Paulo, fica bem cheio nas férias de verão, mas vale a pena fazer uma visita, principalmente adquirindo o ingresso antecipadamente.

Na entrada do parque existe uma pousada, Pousada Mel com Pimenta, para maiores informações visite o site da pousada.

O estacionamento é R$ 20,00 para automóveis e R$ 10,00 para motos. Ônibus paga R$ 50,00 sem passageiro.

O endereço do Viva Parque é Estrada do Jacuba, 2011, Jd. das Palmeiras - Juquitiba - SP. 
Para maiores informações o telefone é (11) 4683-2083 e o site é o: http://vivaparque.com.br/


Visão geral

Até breve!

sexta-feira, 6 de novembro de 2015

Pacote turístico ou viajar por conta própria?

O que é melhor na hora de programar uma viagem?

Foto:http://novasleis.com.br
Acredito que para ter uma viagem dos sonhos, sem dor de cabeça, é preciso muito planejamento e se possível saber se comunicar na língua local, mas às vezes por falta de tempo, ou falta de conhecimento acabamos gastando fortunas em viagens mal-aproveitadas, cheias de furadas.
Obama Frustrado
Pessoalmente, eu procuro evitar pacotes turísticos sempre que possível, pois não acho muito legal ficar em um ônibus passando de hotel em hotel para pegar outros turistas e finalmente quando chegamos ao destino não podemos aproveitar da maneira que queremos, pois temos horários fixos a serem seguidos, mas em alguns casos acho super válido para não ficar estressada na viagem.


Por exemplo, a primeira vez que fui para a Disney preferi ir com um Pacote da CVC, pois eu era adolescente, ninguém queria dirigir fora do país, nunca tinha viajado para os Estados Unidos e o meu inglês não era muito bom. Acho que na ocasião fiz a escolha certa, pois foi a melhor viagem da minha vida. O guia turístico, o Osvaldo, que morava em Orlando há muito tempo, foi ótimos e nos deu muitas dicas. O grupo era um grupo grande, mas estávamos todos no mesmo hotel, fato que facilitou bastante.

Depois, numa segunda vez, já conhecendo a cidade e sabendo o que iria fazer preferi ir de Fly and Drive. Também foi a melhor viagem da minha vida (rsrs), mas eu pesquisei bastante, levei GPS e fiz um roteiro bem legal, para não precisar pesquisar nada na hora. Quem quiser uma cópia do meu roteiro de 7 ou 10 dias com Miami é só me pedir. 

Nunca mais comprei pacote para os Estados Unidos, pois adoro dirigir por lá.
Meu sonho de consumo!


Em algumas viagens para o Nordeste, preferi ir com Pacote, pois não queria dirigir muito e estava com vontade de conhecer os locais tradicionais, mas mesmo assim sempre tinha dias livre para fazer algo que eu tivesse vontade. Confesso que me estressei muito passando de hotel em hotel para pegar ou deixar os outros passageiros. Chegamos a perder 3 horas diárias com isso.

Já para a Europa, dependendo do local sempre irei preferir pacote turístico devido ao idioma ou até mesmo devido ao trânsito. Para a maioria dos lugares da Asia, exceto Japão (pois tenho guia local), eu também me sinto mais segura indo com pacote turístico.

Agora para cidades que possuem uma boa malha metroviaria, como Paris, Londres, Nova York, Japão e algumas outras cidades acho melhor pesquisar bastante, fazer um bom roteiro e ir por conta própria.

Conclusão, se você já conhece a Cidade, ou se pesquisou bastante e se sente confiante para desbravar o lugar vá por conta própria. Agora, se você estiver receoso em relação à comunicação ou estiver com medo de se perder ou ainda, não se sente confiante para dirigir em um lugar diferente, compre um pacote turístico e tenha as melhores férias da sua vida.

De qualquer forma, sempre escolha um local confiável para compar seu pacote, suas passagens, sua reserva de hotel, ou o aluguel do carro.


Aproveitando a postagem é importante saber que caso você desista de um pacote turístico, terá direito a receber 80% do valor de volta, de acordo com decisão do STJ.

O ministro do STJ Paulo de Tarso Sanseverino, relator do recurso, acredita que a cláusula contratual que estabelece multa de 100% sobre o montante pago pelo pacote de turismo trata-se de uma Cláusula Leonina, ou seja é algo abusivo, ferindo a legislação aplicável ao caso, seja na esfera do Código Civil, seja âmbito do Código de Defesa do Consumidor.

Citando doutrina e precedentes, o relator concluiu que o entendimento adotado pelo Tribunal de Justiça merece reforma, pois não é possível falar em perda total dos valores pagos antecipadamente, sob pena de se criar uma situação que, além de vantajosa para a fornecedora de serviços, mostra-se excessivamente desvantajosa para o consumidor.

Para maiores informações, visite o site Novas Leis.

Beijos!

terça-feira, 3 de novembro de 2015

Comendo no fundo do mar das Maldivas!

Gosta de experiências exclusivas?

Então o Restaurante Itha Undersea nas Maldivas é perfeito para você.

O Restaurante, localizado no Hotel Conrad Rangali, é um local intimista com capacidade para apenas 14 pessoas por vez.

Visão interna
Está a cinco metros de profundidade, suas paredes são transparentes e possui uma maravilhosa vista panorâmica para os corais e a rica fauna que o rodeiam.

Pioneiro no estilo, o restaurante luxuosíssimo que está muito bem avaliado no Trip Advisor conta com um cardápio super refinado. O grande problemas é o preço, mas para quem já está nas Maldivas é uma opção. 

O que acham da idéia de estar num aquário sendo observados pelos peixes?

quinta-feira, 22 de outubro de 2015

Melhores Lugares para Mergulhar!

De acordo com Stephen Kaufer, CEO do Trip Advisor, os 4 melhores lugares para mergulhar em todo o mundo são:

Grande Barreira dos Corais, Austrália

Localizada em Queensland, a barreira é ideal para quem busca diversidade, pois lá está o maior ecossistema de recife de corais do mundo.
O lugar por si só já é lindo e de quebra você conhecer a Austrália, que vale muito a pena.

Cozumel, México

Outro lugar imperdível é Cozumel, localizado ao lado de Cancún, ideal para principiantes sem experiência em águas profundas. Lá também é possível nadar com golfinhos. 

Belize, Caribe

O país não é muito popular entre os viajantes, mas  é um excelente lugar para mergulhos. Um dos melhores lugares para começar a explorar é o Grande Buraco Azul. Um buraco gigantesco com 30 metros de largura e 125 metros de profundidade. Lá é possível avistar golfinhos, tubarões e tartarugas marinhas.

Ilhas Galápagos, Equador

Lugar onde Darwin realizou muitas de suas pesquisas, Galápagos é muito interessante tanto para mergulhar quanto para explorar a pé.

Essa viagens são maravilhosas, mas, de acordo com conhecidos que já realizaram algumas delas, é imprescindível realizar uma boa pesquisa e escolher uma agência de viagem idônea.. 

terça-feira, 20 de outubro de 2015

Alugando Carros em Orlando! Novidadess

Mudanças na locação de carros em Orlando!

Quem viaja para Orlando, FL pela primeira vez sempre me pergunta sobre como funciona o aluguel de carro nos Estados Unidos, se é simples para alugar, se é fácil dirigir, se dá para entender as placas, etc...

Bom, esse post vai sanar algumas dúvidas e explicar algumas mudanças que ocorreram nos últimos anos e que facilitou muuuito a vida do turista.



Se você pensa em dirigir por lá, é imprescindível ter em mão um bom GPS, além de já ter olhado os mapas para se familiarizar e não ficar perdido na hora H. Eu costumo levar do Brasil meu GPS com os mapas da Flórida atualizados, mas você pode alugar junto com o carro ou comprar em algum Walmart.

Abaixo está o mapa do Centro de Orlando, a Disney é bem ao Sul, não aparece nessa foto. 
Para quem vai encarar uma viagem de Orlando até Miami é sempre bom dar uma olhada no mapa da Flórida, mas não tenham medo, pois a estrada é excelente e muito segura. O problema é que se você for pela monótona Turnpike você não verá quase nada de legal, já que ela é uma reta de mais de 200 km sem grandes atrativos. Eu gosto de passar pelo litoral em alguns trechos.



Reservando o carro:
Primeiramente, faça a reserva ainda no Brasil para evitar qualquer imprevisto. Eu costumo reservar pelo site da Happy Tours USA, já utilizei mais de 5 vezes e nunca tive problemas. O valor deles compensa, sempre tem os melhores preços, já com seguros obrigatórios e motorista adicional inclusos. Existe a opção de GPS e outros acessórios com cadeirinhas de bebê (item obrigatório para que vai com bebês), mas sempre tem uma taxa a mais..



Nesse site é possível escolher o idioma português e a central de atendimento também tem pessoas que falam português. Lá dá para escolher entre algumas das tradicionais locadoras de carro dos EUA como, por exemplo, Hertz, Álamo, National, Avis, Budget, entre outras. A Álamo costuma ter os melhores preços, mas dê uma conferida em todas.


O legal é que no momento da reserva não é preciso informar número do cartão de crédito, basta informar seu nome, e-mail, categoria do carro e datas corretas para pegar e devolver o carro. 
Se precisar cancelar ou alterar alguma informação, não é cobrado nada.
Também é possível pegar o carro em Orlando e devolver em Miami sem pagar taxas adicionais, mas sempre confira no momento da reserva.

A reserva estará confirmada assim que você receber o e-mail de confirmação, imprima o voucher e apresente-o no momento da locação.


Rental Car Center:
Localizado no próprio Aeroporto Internacional de Orlando, esse é o nome do local que concentra as principais locadoras de carro de Orlando (Hertz, Álamo, National, Avis, Budget, entre outras). 

Hoje em dia, tudo o que você precisa ao desembarcar, após pegar as malas, é pegar o elevador e atravessar a rua e pronto, você estará no Rental Car Center, prontinho para entrar na fila e alugar o carro.


Interior do Rental Car Center
Antigamente era necessário pegar um ônibus da própria locadora no aeroporto e ir até o local específico de cada uma. 

Retirando o carro:
Ao entrar no Hall do Car Center, encontre a locadora a qual você efetuou a reserva e dirija-se até o balcão de atendimento. 

Nesse momento será necessário apresentar sua reserva, basta mostrar sua habilitação válida, mas sempre é bom levar o papel impresso para conferir os valores, pois eles sempre tentam embutir algum outro serviço além do que foi reservado. Confira antes de assinar!

Na reserva da Happy Tours, independente da locadora escolhida, já está incluso os seguros obrigatórios (contra roubos, colisão e responsabilidade sobre terceiros), quilometragem livre, taxas e impostos locais. Além disso, a reserva dá direito a um motorista adicional, que também deverá ter mais de 25 anos de idade (motoristas entre 21 e 24 anos pagam 25 dólares a mais por dia) e deverá apresentar a habilitação no momento da locação. 

Além da habilitação em dia, é necessário ter um cartão de crédito internacional (não esqueça de desbloquear) em seu nome. A locadora irá bloquear um valor para eventuais prejuízos. Esse valor é estornado na hora da devolução e demora uns 2 dias para liberarem o valor. A grande maioria dos cartões já oferece seguro para que paga a locação utilizando o cartão, por tanto, se ocorrer algum sinistro pague com o cartão na hora da retirada. Assim, você estará duplamente assegurado. rsrs

Os americanos costumam concluir as reservas nas máquinas para auto atendimento, mas eu prefiro ir direto até o atendente e já começar a desenrolar a língua. Quem está alugando pela primeira vez tem que passar, obrigatoriamente, pelo atendente.

Após assinar o contrato de locação siga as orientações até o estacionamento da locadora que você escolheu, vá até a categoria de carro locado, exemplo Standard SUV, e escolha o que mais te agradar. Na saída o atendente da cabine irá conferir o contrato de locação e sua habilitação. Depois disso ligue o GPS e seja feliz!
Foto: www.roteiroemorlando.com

GPS:
Se puder, leve o que você está acostumado a usar no Brasil, com os mapas atualizados da Flórida. Você pode alugar o carro com o GPS incluso, mas existe uma taxa extra. Compensa pegar o mapa de papel e dirigir até o Walmart e comprar um lá por 100 dólares.

Os mapas de lá funcionam melhor do que os do Brasil, são mais detalhados. O legal é que dá para digitar o ponto de interesse, tipo Magic Kingdom e seguir sem problemas. Só não consigo encontrar Mc Donalds no Igo. Se alguém puder me ajudar, eu agradeço! 
Foto: www.mercadolivre.com.br


Cadeirinha de carro para crianças:
Vale o que já disse sobre o GPS, é mais barato comprar uma e vender aqui, mas o problema é que não dá para sair dirigindo sem cadeirinha. Dessa forma, você pode fazer duas reservas. Um dia com cadeirinha, devolver o carro e alugar outro sem cadeirinha. Assim como o GPS, essa dica vale a pena para quem vai ficar muitos dias.

Pedágio:
Em Orlando, se você ficar na região da International Drive e não pegar rodovias, dificilmente você passará por pedágios, mas se você errar o caminho acabará pegando pedágios até para sair do aeroporto. Eu errei! rsrs

Os pedágios de lá funcionam da mesma maneira que no Brasil, na maioria dos casos existem guichês, mas alguns são para que está com dinheiro trocado e outros para quem precisa de troco ou recibo. Tem também a faixa para quem tem o Fast Pass.

A maioria dos carros já vem com o "E Pass", "Sun pass", "fast pass", um dispositivo que funciona igual o nosso "Sem Parar", isto é, você passa direto pelo pedágio e a cobrança virá posteriormente no seu cartão de crédito.

Sempre pergunte sobre o Toll Pass na hora de retirar o carro.

Se você não tem o E Pass, preste sempre atenção para a cabine que deverá se dirigir. Em Miami, alguns pedágios não possuem atendente e você deverá ter o dinheiro trocado e jogar a moeda numa especie de funil.


Devolução:
Programe o GPS para o Aeroporto e siga as placas de Car Return, não tem como se perder. Para facilitar o transporte das mala, eu costumo deixar primeiro alguém com todas as malas já na frente do Check-in e depois devolver o carro. Faço isso para evitar arrastar as malas pelo estacionamento e elevador.

Após desembarcar alguém com as malas dou a volta para devolver o carro, coisa muito rápida. Por causa dos 6% de IOF não pago mais no cartão, prefiro usar esse dinheiro para comprar lembrancinhas. Eles são muito organizados, um carro vai parando atrás do outro e o estacionamento enche rapidinho. Vocês tem que ver!

Para pagar em dinheiro, basta dizer à pessoas que confere o carro (basicamente só confere se o tanque de combustível está cheio) que você pagará em dinheiro. Ele imprimira um recibo para você ir até o caixa pagar. Quem paga com cartão só pega o recibo e vai embora. Atravessa a rua, sobe de elevador e já está no Check in. Muito prático!


Dica para os amantes de carros:
Quem gosta de carros, assim como eu, dirigir nos Estados Unidos é uma oportunidade de conhecer carros diferentes, os quais dificilmente dirigiríamos por aqui. 

Para aproveitar ao máximo essa experiência, recomendo alugar um carro esportivo (tipo mustang e camaro que são baratos) nos primeiros dias, depois devolver e alugar um utilitário para levar as malas para o aeroporto.



Drive safe and have fun!










sábado, 17 de outubro de 2015

Fazendinha Cia dos Bichos!

Procurando um lugar legal para levar os pimpolhos aos finais de semana?

Um lugar que levei algumas vezes e que os pequenos amam são as Fazendinhas... Já levei em algumas e, particularmente, gostei muito de todas, mas a Fazendinha Cia do Bichos, por ter sido a primeira a qual levei minha filhota, tem um lugar especial no meu coração.

O grande diferencial dela era o enorme búfalo, o Smith, que ficava logo na entrada. Ele estava no local há 15 anos e em Março ele foi descansar, quando chegou tinha 10 anos. 

Búfalo Smith deixará saudades
O lugar já funciona há 18 anos e tem uma boa estrutura para levar bebês com carrinho. O estacionamento é amplo e local é bem plano.

Uma parte gostosa de ficar é a área do playground, com puffs para relaxa, escorregadores, gira-gira e de onde sai o passeio de charrete. Imperdível para as crianças!


Em Outubro é uma época legal para que quer ver os pavões as penas em seu ápice, pois depois dessa época (em Novembro) as penas da calda começam a cair. Existe uma chance de vê-los se exibindo, mas não conte muito com isso.



Outras atividades legais são: alimentar os bichos, andar a cavalo, visitar o berçário para ver os patinhos amarelinhos e outros filhotinhos, ordenhar a vaca e dar banana para a ema que vai de pessoa em pessoa pegando os pedacinhos. Todas essas atividades estão inclusas no valor da entrada!! Existem atividades pagas a parte.



São muitos animais, além de cabras, ovelhas, vacas, cavalos, porcos e coelhos tem também os macacos, patos e as tartarugas que minha filha adorou "correr" atrás.


Uma coisa que gosto muito nas fazendinhas, são os eventos temáticos: carnaval, páscoa, festa junina, folclore, etc. Na Páscoa tem caça aos ovos, oficina de chocolate e foto com o Coelhão (pessoa fantasiada rsrs), no mês do Halloween tem Saci e companhia. Os pequenos fazem a festa!

"Arraiá"
Apresentação do Saci
Falando em festa, dá para fazer a festa do filhote aqui na fazendinha. É muito legal, pois eles se divertem muito com os amiguinhos.

Por se tratar de um local aberto e de terra, em dias chuvosos costuma fechar. Sempre ligue antes de sair de casa.


O valor da entrada é de R$ 45,00. Crianças menores de 2 anos e adultos maiores de 60 não pagam a entrada que dá direito à todas as atrações, como ordenhar vaca e alimentar os bichos. 

Somente o restaurante é cobrado a parte. Se não me engano, um prato para duas pessoas estava por volta de R$ 60,00. Se seu filho for enjoado para comer, leve algo de casa, pois são poucas opções para alimentação.

Um ponto negativo é o fato de não aceitarem cartões, nem débito, nem crédito, o pagamento é somente em dinheiro ou cheque. Já vi algumas famílias desistirem do passeio no momento de entrar, após estacionarem. Imaginem a frustração das crianças.

Endereço: Estrada do Capuava, 2990 - Granja Viana (eles recomendam não seguir o GPS, pois o mesmo indica um caminho mais longo).
Fone: (11) 4703-3548 
Para maiores informações acesse o site oficial da Fazendinha.

Depois me contem o que acharam!

Até breve!